DESTAQUE

Siga nas Redes Sociais:

AZUL, POR QUÊ ESSA COR?

UMA DÚVIDA MUITO COMUM!

azul, por quê essa cor?
Existem momentos de tranquilidade, assim como o Azul bem claro; mas também momentos turbulentos que podemos comparar ao Azul petróleo... Assim é o autismo!

Azul é a cor oficial do autismo, mas porquê?
Esta é uma pergunta muito comum para aqueles que descobrem o universo deste transtorno.
A razão desta escolha se dá pela maior incidência do Autismo afetar pessoas do sexo masculino.
Contudo as pessoas do sexo feminino também podem desenvolver o transtorno.
Estatisticamente para quatro meninos, uma menina é afetada.
Então é bem comum a utilização do termo ANJO AZUL, quando alguém se refere a uma criança portadora de autismo.

Azul: Uma Cor e Várias Nuances...

Mas embora a cor azul nos remeta a calma, tranquilidade e repouso, quem convive dentro da realidade TEA (Transtorno do Espectro Autista), sabe que a coisa não funciona de modo estático e engessado...
Azul tem muitos nuances, assim como o autismo... Particularmente, digo que vivemos entre os tons mais claros em dias bons e os mais escuros em dias difíceis.
Porém independente da nuance que estejamos vivendo, sempre temos a chance do aprendizado e da gratidão.
Aprendizado, pois devido a complexidade do transtorno, sempre precisamos descobrir maneiras novas de desenvolver com o nossos filhos laços de:  afeto, cumplicidade, respeito e interação.
E gratidão, porque a cada conquista alcançada por eles, temos nossas forças renovadas e desta forma encontramos razões para prosseguir!

Autismo em Foco

E a cada dia mais a sociedade tem sido convidada a olhar com  atenção para estas pessoas e suas famílias, que não são invisíveis e merecem respeito.
O Movimento LIGHT IN UP BLUE, foi criado com o intuito de sensibilizar e conscientizar as pessoas  sobre a importância da inclusão destas pessoas na sociedade.  Isto acontece anualmente no dia 02 de Abril.
Nesta data  pontos turístico em todo o mundo, são iluminados com luzes azuis; e  vários movimentos como:  passeatas e debates.
Nesta data são propostos temas  com o intuito de despertar a sociedade para a necessidade de transformar a ideia da inclusão em ralidade.  É a busca por menos teorias e mais ações práticas.
Sabemos que isto não basta,  e que a caminhada é longa até atingirmos esta sociedade inclusiva, mas já é um excelente começo.

Comentários